quarta-feira, 27 de outubro de 2010

No Ar


Eu vejo você se tocar.
Poesia tão só.
Teus dedos tentam te matar.
Vem conversar após.

E me coloca no ar
Me deixa ser teu par

Eu sinto força na tua voz
Você falando de nós
Teu lábio chega a me encerrar
Vê meu riso de sol?

E me coloca a par
Me deixa ser teu ar

E me coloca no ar
Me deixa ser teu par

Mr Misses

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Chá de fraldas de Adelle


22/08 (Domingo), às 11hs. Feijoada e Refrigerante. Restaurante da Kássia.

terça-feira, 25 de maio de 2010

A Vista Aérea

Já faz algum tempo que uma determinada música não me dá um gás.

Faz tempo que não me pego pensando em mim.

Que não me pego pensando em nada.

Nas pessoas passando.

Na cores que existem

Nos ruídos que me cercam

No que poderia ter feito

Ou desistido


Já faz algum tempo que uma determinada música não me dá calor

Faz tempo que não me pego chorando por mim.

Que não me pego fazendo por nada.

Nas pessoas sorrindo.

Na dor que existe

Nos abraços que me cercam

No que poderia ter dito

Ou permitido


Já faz algum tempo que uma determinada música não me dá amor.

Faz tempo que não me pego orando por mim.

Que não me pego sorrindo por nada.

Nos meus filhos dormindo.

Na amor que resiste

Nas certezas que me cercam

No que poderia ter sido

Ou acontecido


Confesso que incomoda tanto, que chega a ser bom.

I'm standing at the gates

I see the beauty above


domingo, 23 de maio de 2010

Roda Gigante


Ei! veja uma borboleta branca
bem no teu cabelo.
Se olhe no espelho,
antes dela voar.

Eu sei que a magia se esconde
no sorriso da criança
vem cair na dança
antes do sol levantar

Ei! Vem brincar na areia preta
deixe de besteira
faça uma brincadeira
antes da chuva parar

Se encosta no meu peito.
vamos trocar de segredos?
Sente o cheiro de pipoca?
Não me deixa ir agora.

Eu vou pra roda gigante
Do alto, te mando um beijo
É uma forma interessante de
brincar como gente grande.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Abraço

Meu bem, se enrola em meus braços
Se finja de laço.
Me envolve em calor

Amor, sem dó, sem medida
Se mostra uma trilha
Pra mim, seu amor

Meu bem, se finja de braço
me faz o teu laço.
Retira essa dor

Amor, me deixa cansado
me faz um afago
Me deixa em torpor

sábado, 8 de maio de 2010

Banda The PIVOS | Lançamento do Single 2010


Em 2008 a The PIVOS inicia suas atividades na cidade de Camaçari/Ba, de forma muito energética e divertida. Um power trio muito visceral e coeso tendo como influências bandas de punk rock 77' tem arrancado bons comentários do público em suas apresentações. Esse mês a banda estará lançando seu primeiro single: The PIVOS, será lançado VIRTUALMENTE pela BRECHÓ DISCOS com apoio de vários sites/blog's/revistas... O single antecede o lançamento do EP que provavelmente deverá sair entre junho/julho de 2010. A banda tem se destacado no cenário, tocando em vários shows/festivais em salvador, região metropolitana e interior baiano, tendo inclusive recebido convites para festivais em outros estados. Taí a oportunidade de ouvir um bom punk rock simples e direto sem doer os ouvidos.

Link para BAIXAR:
http://www.mediafire.com/?zn2mhm4yyr2

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Adelle

Porque parece que estou sendo pai pela primeira vez.
Porque não pude conter o riso quando ouvi: "É uma menina!"
Porque é lindo ver essa barriga redonda.
Porque até o enjôo fica interessante.
Porque você ainda continua sexy.
Porque é novo ver você segurar a barriga.
Porque eu tenho certeza que ela será a mais linda de todas os Guimas.

I don't believe in many things
But in you I do

domingo, 2 de maio de 2010

...pra filtrar o seu sangue azedo.


Quisera, meu amor, te abrir
Pra curar seu coração
Te cortar pra filtrar o seu sangue azedo

A flor vai dobrar o seu punhal
Despedaçar na sua mão
O espinho desaguou

A flor vai dobrar o seu punhal

Pudera, meu amor, te invadir
Consertar seu coração
Te apertar, te espremer pra expelir seu medo

A flor vai dobrar o seu punhal
Despedaçar na sua mão
O espinho desaguou

A flor vai dobrar o seu punhal

como não se render a uma coisa dessas?

terça-feira, 13 de abril de 2010

CONCORRAM A INGRESSOS para o Metropolitan Rock 3ª Edição (Camaçari - Bahia) Promovido pelo Site Nossa Metropole

O SITE NOSSA METROPOLE ESTÁ SORTEANDO 2 INGRESSOS PARA O METROPOLITAN ROCK 3ª EDIÇÃO.

SAIBA COMO, AQUI: http://www.nossametropole.com.br/lista-completa-agenda-cultural/10535--nossa-metropole-sorteia-ingressos-para-metropolitan-rock.html

 

Metropolitan Rock 3ª edição (Camaçari – Bahia)

http://www.nossametropole.com.br/noticias-cultura/10461-metropolitan-rock-3o-edicao-acontece-proximo-domingo-.html

 

A The Pivos, a mais nova banda aspirante ao sucesso de Camaçari, mostra quem nem só de palcos vive uma banda. Antenada com o mercado atual, investe também em produção de eventos. Aproveitando a ótima fase de seus belíssimos shows (e bastante empolgante, diga-se de passagem), aliada à preparação para o lançamento do seu 1º Single, ela sabe como ninguém que parcerias é uma forma rápida e estimulante para atingir os resultados esperados e promove o Metropolitan Rock, evento que já se encontra na sua 3ª Edição

A proposta do evento segue a linha de muitos shows espalhados pelo Brasil. Bandas de destaque da cidade anfitriã; bandas de destaque no cenário ao redor; e novidades da cena independente. Soma-se tudo e o resultado é um show divertido onde o público sairá de lá ansiosos para terem em suas playlists as músicas ouvidas.

Com vocês, o Metropolitan Rock.

 

The Pivos – (Camaçari) | www.myspace.com/thepivos

Falando em punk, a The Pivos se destaca por ser, na atualidade, uma banda bem enérgica e tocando um punkrock simples e direto, com muita distorção. Outro ponto positivo do som dos caras são as influências de ska e surfmusic. Eles se preparam para lançar seu primeiro single ainda no 2º semestre de 2010.

 

Você Me Excita (SSA) | www.myspace.com/vocemeexcita

Nascida dos meados de 2009, a banda "Você me Excita" integra o novissimo cenário musical da década que se encerra e do começo de outra. Com o lançamento do seu EP, "Elvira", no final de janeiro de 2010, o grupo se prepara para entrar em turnê e processo de divulgação do trabalho. A banda segue agora em contínua criação e fazendo shows com o intuito de aumentar sua linha de seguidores fiéis que não perdem um evento por nada. Composta agora por 4 músicos, a banda conta com Xunga nos Vocais/Guitarra, Navarro nos sintetizadores e efeitos, Gabriell no baixo e Tazzio na bateria. Seguindo a linha musical de ícones dos anos 2000, como: Franz Ferdinand, Arctic Monkeys e Foals, a banda mistura guitarras frenéticas, efeitos com uma pitada de disco, uma linha de baixo presente do início ao fim, e uma bateria dançante, passando por todos os elementos da música experimental e instrumental brasileira até o mais fiel som dos pubs londrinos.

 

Charlie Chaplin (SSA) | www.myspace.com/charliechaplingoveia

 Muita dança dessincronizada e seu rock pra lá de swingado. A Charlie Chaplin vem animando o público soteropolitano com suas apresentações explosivas. O estilo é esse: Original e real.

 

Ultrasônica (Camaçari) | www.myspace.com/bandaultrasonica

Surgida há pouco mais de 1 ano, a Ultrasônica se autodefine como rock alternativo experimental com base em varias influências como Mogwai,Sonic Youth,My bloody valentine,velvet underground..., Banda autoral composta por Bruno Ns - guitarra e voz, Jr. Japa - guitarra, Ericson - Bateria e no baixo o também membro da já consagrada Declinium, Oreah.

 

Serviço:
Dia 18 de Abril (domingo) | 16h | Espaço MEGA STAR (próx. a praça dos 46) | Camaçari - Bahia
R$8,00 (Individual) e R$12 Reias (Casadinha)

 

 cid:image001.jpg@01CADA12.42CABD90 

domingo, 4 de abril de 2010

Ninguém quis


Ninguém viu a rua tão vazia.
Ninguém viu beleza nas catedrais.
Ninguém viu a lua tão sozinha.
Ninguém riu dos homens teatrais.

Ninguém quis saber onde se esconde.
Ninguém quis saber onde é a fonte.

Ninguém viu a graça da sua dança.
Ninguém viu ao redor a malicia.
Ninguém viu teu choro de criança
Ninguém riu da falta de caricia.

Ninguém quis saber de um horizonte.
Ninguém quis saber se alguém tem fome.

Ninguém quis saber quão é mais longe.
Ninguém quis saber onde é a fonte.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Drugstore e Tom Yorke

Ontem, checando meu backups de mp3.  Me confrontei novamente com uma banda.

A Drugstore (http://www.myspace.com/drugstoreband), liderado pela vocalista e baixista paulista, Isabel Monteiro. (que voz...)

 

E me maravilhei novamente, mas não com a mesma emoção de quando eu ouvir pela primeira vez

Parece que dessa vez eu consegui entender o som.

 

Descobri em 2002, através do último álbum deles, até onde eu sei. O “Songs for the Jet Set” de 2001.

Mas nem liguei, apenas ouvi despretensiosamente.

 

Graças ao Lastfm, que dá as informações em tempo real (e sem você precisar fazer força) descobri os outros álbuns

E de quebra, qual foi a minha surpresa ao reconhecer uma certa voz quando baixei a discografia deles.

 

Radiohead?

Sim! Era Tom Yorke

http://www.youtube.com/watch?v=Q7Qyz3VnrZI

 

Ai tudo fez sentido, porque nos anos 2000 eu ouvia Radiohead raramente (Diferentemente de hoje).

E pude perceber que a Drugstore segue exatamente a mesma linha que o Radiohead em seus primeiros (o primeiro pra ser mais exato) albuns.

 

Então pra quem curte Radiohead, e ainda não conhece o Drugstore, aconselho a ouvir  o álbum “White Magic For Lovers”, só para começar.

 

Isso só me mostra que realmente, não tenho disciplina para ficar caçando sons novos

Na pratica, espero elas cheguem.

Demora. Mas chega.

 

Blog da Vocalista Isabel Monteiro - http://isabelmonteiro1.blogspot.com/

segunda-feira, 8 de março de 2010

...que seja intensa. Enquanto durar

Pequena homenagem para as mulheres.

 

 

 

Saber Viver

 

Não sei... Se a vida é curta

Ou longa demais pra nós,

Mas sei que nada do que vivemos

Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

 

Muitas vezes basta ser:

Colo que acolhe,

Braço que envolve,

Palavra que conforta,

Silêncio que respeita,

Alegria que contagia,

Lágrima que corre,

Olhar que acaricia,

Desejo que sacia,

Amor que promove.

 

E isso não é coisa de outro mundo,

É o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela

Não seja nem curta,

Nem longa demais,

Mas que seja intensa,

Verdadeira, pura... Enquanto durar

 

Cora Coralina

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Telephone


Baby, sei que você está ai
Louca, tentando montar o meu fim.
Ouça, sei que não foi sempre assim
Volta! Acho que tive um dia ruim

Eu sei, que é um erro te tratar assim
Não ter, de volta o teu olhar pra mim.
saber, que tudo some ao mero piscar.
...será que o brilho voltará?

Baby! Diga que está me escutando...
Te ver, tão linda ao passar dos anos...
Fazer, acontecer aqueles nossos planos...
Morrer, achando tudo um engano.

Meu Deus! Não desligue o telefone!
Não ver, você aqui é morrer de fome.
Te dou, todo o tempo pra pensar.
...é hora d'eu desligar.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Acima do Chão


Pega na minha mão
e veja o que posso fazer.
Te ponho acima do chão
e deleito o que bom com você.

Confundo teus olhos
com a luz do luar.
Eu conto as estrelas
Desenho tua luz

A boca. Um desejo meu.
O brilho, e um cheiro teu.

Vem rolar no chão,
Sinta a grama tocar.
Escrevo-me com tua mão,
E deixo o mundo pra lá.

Confundo teus olhos,
com a luz do luar.
Te pedi um desejo,
A lua e um beijo

Estranho se tudo é tão meu.
O brilho, e o cheiro teu.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Red Shoes


Sit down, and fire away,
I know it's tricky
when you're feeling low,
when you feel like your
flavour has gone
the way of a pre shelled pistachio
I know you're weighed down,
fed up with your heavy boots
laced with melancholy
notions all your own.

I do
- like sugar-
tend toward the brittle and sticky
when spun and i know
my demeanor has gone the way of a photo
left out in the sun so
I try to keep myself
in lilies and flax seeds
and what's the folly of fooling just yourself

Sit down and smoke away,
I wouldn't knock it til you're
in them shoes
and i know that our subtlety blows away
as a blush it gives way to a bruise
but seemly we'd freely pay the trade off,
a dry rot to take the weight off
and swap the boots for red shoes.


unbelievable

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

dois em um


agora vai...

sábado, 9 de janeiro de 2010

palavra doi²


Como prometido...

Porque palavra, mesmo, tem que doer: sair rasgando os seus lábios, sendo dita com saliva e sangue. Palavra tem que consumir os dedos, coçar a palma da mão e sair, com esse comichão, fazer doer os olhos que lêem. Palavra tem que ser grito e sussuro, verdade e mentira, medo e coragem. Palavra é a única coisa capaz de fazer sentir ciúme, de fazer sentir raiva. Palavra machuca mais que beijo, mais que olhar. Palavra trai e perdoa. Palavra excita muito mais que o teu assopro no meu ouvido, muito mais que suas mãos suadas redesenhando meu corpo. Palavra repele, insinua, palavra mente. Mente, mente, mente. A mãe e o pai da mentira é palavra. O filhos da verdade também são palavras. Palavra não protege ninguém, não respeita nenhum sorriso, vem trazendo lágrima para tua felicidade. Palavra faz sofrer, dói, dói, tem que doer. Palavra quebra a coisa mais forte desse mundo: o silêncio.

Não pude deixar de me apaixonar por esse texto do Cervical Poética.
Este é só um dos textos maravilhosos: